GANHE 10% OFF NA PRIMEIRA COMPRA, USE O CUPOM: NEWSITE

Rede de descanso - Artesanatos brasileiros para seu aconchego

Rede de descanso - Artesanatos brasileiros para seu aconchego

É comum associarmos a rede de balanço à momentos ou ambientes de lazer e descanso. No entanto, sua presença imemorial em nosso cotidiano nos leva à uma série de desdobramentos sobre a nossa história, a ressignificação de artefatos indígenas e a nossa identidade cultural.

Para o historiador e antropólogo Câmara Cascudo, baseado em Natal e dedicado ao estudo da cultura brasileira, elementos de uso cotidiano tal qual a rede de descanso são dignos de cuidado e observação, uma vez que são extremamente importantes para a ciência etnográfica a fim de investigar peculiaridades de nossa cultura. Há que se valorizar sua relevância histórica e seu utilitarismo funcional.

Em suas palavras no livro “Rede de dormir: uma pesquisa etnográfica” (2003), Câmara Cascudo define a rede como algo que toma o nosso feitio, contamina-se com os nossos hábitos e repete, dócil e macia, a forma do nosso corpo. Para adiante complementar seu posicionamento com o mesmo viés poético ao dizer que “a rede é acolhedora, compreensiva, coleante, acompanhando, tépida e brandamente, todos os caprichos da nossa fadiga e as novidades imprevistas do nosso sossego.”

rede-de-dormir-100-algodao-com-varanda-artesanal
A rede representa nossa identidade cultural. Foto: El Mueble | Reprodução

O primeiro registro da existência da rede em português é datado em 27 de abril de 1500, na carta de Pero Vaz de Caminha ao rei D. Manoel, entre os relatos sobre as terras que viriam a ser o Brasil e os costumes dos nativos, destacando a ausência de móveis como cama e o uso da rede para dormir - assim nomeada em comparação à estrutura de malha (trançada) da rede de pesca.

Já a representação da rede de descanso na arte figurativa transpareceu em 1551 com a gravura intitulada “Fête brésilienne” de artista desconhecido, abrindo oportunidade para pesquisadores como André Thevet, Hans Staden, Jean de Lery, Karl von den Steinen e Debret manifestarem suas interpretações acerca deste elemento iconográfico tão emblemático nas representações artísticas sobre o Brasil Colônia.

A rede é um genuíno artesanato brasileiro constituído de fios torcidos de algodão. E, antes de proporcionar o deleite na decoração de interiores, foi essencial na cultura indígena onde era chamada de “ini”, que em tupi-guarani significa “linha”, “fio” ou “aquilo em que se dorme”. Entre as explicações consideráveis sobre o desenvolvimento da estrutura pelos povos ameríndios está o fato do trabalho entrelaçado com fibras naturais impedir o acesso de alguns insetos favorecendo o descanso.

rede-de-desanso-cadeira-ceara-100-artesanal
É um artesanato apropriado da arte indígena “ini”. Foto: Margo Hupert | Reprodução

Se em suas origens as redes de balanço configuraram assento para refeições, encosto para sesta, cama para o sono e condução para o leito de morte, já que os índios nelas “nasciam, viviam, amavam e morriam”, na atualidade emprestam suas formas, tramas e cores emolduradas por varandas para acalentar ambientes internos e externos, acolher enquanto desfruta leituras (como esta) ou embalar e relaxar o corpo no momento em que a brisa invade a sacada.

Ainda na visão de Câmara Cascudo, a rede colabora na movimentação dos sonhos e concede aos bebês o gesto afetivo de ninar ao embalá-los sem o menor esforço. Não obstante, há redes de descanso para berço cujo conforto e o movimento rítmico proporcionam acolhimento para o bebê e o deixa mais calmo ao simular a posição em que fica no útero da mãe.

As peças mais conhecidas são as do nordeste brasileiro, as famosas redes cearenses, que mantém a qualidade e a tradição indígena de tessitura artesanal com fibras naturais. Junto à região norte são as maiores produtoras e exportadoras brasileiras de redes de dormir, dado corroborado pelo número elevado de artesãos e fábricas têxteis voltados à confecção.

rede-de-balanco-para-varanda-ceara-artesanal
A rede leva acolhimento para ambientes. Foto: Sf Girl | Reprodução

Embalar os melhores momentos em redes de descanso não proporciona apenas relaxamento, o contato com ela é mais profundo, exalta o que há de mais brasileiro nos costumes que subsistiram o tempo e que formam a nossa memória cultural.

Encontre na loja virtual Arte & Sintonia a que melhor imprime nossos valores históricos na sua decoração deixando-a mais aconchegante!

Namastê!

Milene Sousa - Arte & Sintonia

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Buscar no site

Fique Informado!

Receba conteúdos do blog que revelam as histórias por trás de nossas artes, além das novidades e ofertas exclusivas.

Luminária de Mesa Dragões Bali - Gray

Alguém viu e gostou...

Luminária de Mesa Dragões Bali - Gray

10 Minutos atrás Local Rio de Janeiro

Carrinho de compras