Uma visão holística sobre o Natal: o significado espiritual dessa data

Uma visão holística sobre o Natal: o significado espiritual dessa data

Para além da ritualização, dos momentos de oração e da prática meditativa, acreditamos também na visão holística e na essência Zen manifestas no cotidiano. Compreender a vida a partir de um ponto de vista holístico, significa acolher preceitos de comunhão entre o divino e o material e viver no caminho do amor. Como disse Buda, sábia divindade, "Jamais, em todo o mundo, o ódio acabou com o ódio; o que acaba com o ódio é o amor".

Assim como Cristo e Buda, seres que cumpriram seus caminhos espalhando atitudes e palavras de sabedoria, que seguem nos inspirando e nutrindo o espírito, também somos seres divinos e todos os dias traçamos passo por passo nossa jornada espiritual na caminhada terrena. Possuindo a mágica possibilidade de escolher traçar trajetos amorosos, gentis e afetuosos, seguindo os preceitos de nossa essência interior.

Afeiçoado à práticas de amorosidade e generosidade, temos a dividade espiritual Jesus Cristo, que pregou atitudes de solidariedade e segue sendo grande referência de liderança humanitária. Às vésperas do Natal, comemoração de seu aniversário, recebemos o convite interior à  olhar suas práticas de uma forma inspiradora, de nutrir nossas relações e atitudes de uma forma mais espiritualizada. E também à atentar ao Feng Shui e à harmonização de ambientes decorativos com os símbolos dessa data tão amorosa e especial.

 

A trajetória de Jesus Cristo

Buda e Cristo possuem a mesma essência espiritual: o amor.
Buda e Cristo possuem a mesma essência espiritual: o amor.

É no dia 25 de dezembro em que celebramos o Natal, nascimento de Jesus Cristo, um ser divino que percorreu sua jornada terrena, mobilizando pessoas ao seu redor e cumprindo com sua essência espiritual em consonância com sua responsabilidade social. . Afinal, foi ajudando as minorias que Jesus espalhou amor e gentileza. Ao celebrarmos o nascimento de Cristo, temos o Natal como um momento de renascimento espiritual. Nossos corações florescem e as esperanças se renovam.

Assim como Sidarta Gautama (popularmente conhecido como Buda), Cristo foi um símbolo humanitário de amor e compaixão, celebrar sua vida e passagem terrena nos inspira solidariedade e senso de colaboração e coletividade. Comungando pequenas práticas cotidianas e mundanas ao nosso desenvolvimento espiritual.

 

A celebração dos encontros

A presença é o maior presente.
A presença é o maior presente.

 

É nessa época que, mesmo em meio à correria correria de fim de ano, entramos em retrospectiva e nos colocamos a olhar para nossas relações. Quais foram os afetos nutridos e que pessoas ajudaram a alimentar nossa essência no ano que passou? Para além da lembrança e das memória do que nos trouxe até aqui, esse é um momento de união e fortalecimento de vínculos. 

Muito mais do que os presentes físicos e materiais, o que mais importa aqui é a presença. Presença das amizades e familiares que nos fazem bem e a celebração dos bons encontros nesse momento de festas de final de ano.

 

A energia dos rituais e símbolos natalinos

Velas são tradicionais símbolos natalinos que representam a iluminação divina.
Velas são tradicionais símbolos natalinos que representam a iluminação divina.

 

O Feng Shui é uma milenar sabedoria da China Antiga que prega o uso das forças energéticas para a harmonização de ambientes. A partir disso, sabe-se que cada enfeite de natalino é rico em simbologia e energia que transita há séculos de gerações.

Um ritual tradicional dessa época do ano é a decoração da árvore de Natal, onde famílias se reúnem para adicionar adornos ao pinheiro de Natal, embelezando o ambiente. Sabe-se que a árvore é uma grande símbolo de esperança, prosperidade e renovação. Nos brindando com frutos, traz também a representação de abundância e vida nova. A hipótese do surgimento deste costume é de que os druídas tinham o hábito de decorar carvalhos com maçãs nessa época do ano.

Outro símbolo que se faz muito presente nessa festividade é a Estrela. De luz intensa, enfeitando pinheiros ou iluminando espaços como pisca-pisca. A Estrela traz uma simbologia de luz interior, indicando caminho e direção à Luz Divina. Que o brilho de nosso espírito, indenpendente de crença, possa iluminar os caminhos guiando-nos sempre pelo bem e para o bem. 

Um Feliz Natal e um iluminado 2022! São os votos de Arte & Sintonia.

 

Namastê!

Arte & Sintonia

Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados.

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.

Lançamentos exclusivos:

1 do 8