Filtro dos Sonhos "Águia" - Bali

Filtro dos Sonhos "Águia" - Bali

Dream Catcher / Filtro dos sonhos importados da Indonésia c/ águia no centro. Compre artes decorativas a pronta entrega feitas artesanalmente na Ilha de Bali.

Calcular o Frete



Descrição Completa

Filtro dos Sonhos (Dream Catcher) com as seguintes características:

- 01 Aro redondo com 32cm de diâmetro na cor Palha

- 01 Aro redondo com 12cm de diâmetro na cor Palha

- 03 Aros redondos com 09cm de diâmetro na cor Palha

- Águia no centro da teia.

- Com penas nas cores Preto / Branco / Cinza / Marrom Com micanças Pretas

- Tamanho total: Altura 79cm x 42cm Largura.



Muitos ouvem falar e alguns até possuem, mas, poucos conhecem o verdadeiro significado e toda história cheia de tradição, espiritualidade e lendas dos Filtros dos Sonhos...



Significado:

São amuletos indígenas que, supostamente, tem o poder de purificar as energias, trazendo sabedoria e sorte para quem o possui.

Para o xamanismo, o filtro dos sonhos serve como uma mandala para inspirar a criatividade, imaginação e ajudar a transformar todos os sonhos e objetivos em realidade.

Acredita-se que o Filtro dos Sonhos impedirá que energias indesejadas interfiram no processo natural e particular de sonhar... Por isso, também é conhecido como espanta pesadelos.

As penas abaixo simbolizam a respiração, o elemento ar... O centro da teia corresponde a força que abrange o universo inteiro...

Também é mais uma representação de que o universo está interligado.

Adquira já o seu e permita que energias boas fluam ao seu redor.



Origem:

Os Apanhadores de Sonhos foram originados na tribo norte-americana dos Ojibwa, durante o movimento de revitalização cultural indígena dos anos 60 e 70.

Os Dreamcatchers chegaram ao Brasil vindo dos EUA, onde se tornaram uma tradição entre as tribos indígenas há muitos anos e as lendas sobre eles correm por toda parte do mundo.



Lendas:

Existem várias lendas que envolvem os filtros dos sonhos...

Uma das mais conhecidas, fala sobre um velho xamã que teria subido no cume de uma montanha para encontrar a sabedoria e encontrou Iktomim (espírito mágico com a forma de uma aranha) que pegou um aro de cipó e começou a tecer uma teia com cabelo de cavalo e as oferendas recebidas...

Enquanto tecia, o espírito da aranha falou sobre os ciclos da vida, do nascimento à morte e das boas e más forças que atuam sobre nós em cada uma dessas fases. Ela dizia: “Se você trabalhar com forças boas será guiado na direção certa e entrará em harmonia com a natureza, do contrário, irá para uma direção que causará dor e infortúnios. ”

No final a aranha devolveu ao velho índio o aro de cipó com uma teia no centro dizendo-lhe: “No centro está a teia que representa o ciclo da vida. Use-a para ajudar seu povo a alcançar seus objetivos, fazendo bom uso de suas idéias, sonhos e visões. Eles vem de um lugar chamado espírito do mundo que se ocupa do ar da noite com sonhos bons e ruins.”



Consideração Finais:

O mais belo na lenda é a essência espiritual da natureza atuando, no caso mostrando a “teia da vida” e ensinando que tudo está interligado...

Nos incentivando a prestar mais atenção em nossos sonhos, na natureza e na nossa construção...

Buscando a conexão com nosso Deus e com a coragem, buscando luz para rompermos a teia das ilusões.

Pergunte e veja opiniões de quem já comprou